“A qualidade das escolas não se mede somente pelos resultados dos exames”

Os directores das secundárias da cidade afirmam que não são os rankings que determinam a qualidade do ensino nas escolas
0
480

“É claro que ficamos satisfeitos com os resultados dos nossos alunos nos exames nacionais, mas sabemos que a qualidade das escolas não se mede somente pelos resultados dos exames. Mede-se também por propiciar um ambiente escolar saudável, participativo, transformador, autorreflexivo, tendo em conta a pluralidade dos alunos e de todos os que trabalham nela”.  É esta a opinião de João Paulo Mineiro, director da Escola Quinta das Palmeiras, na Covilhã, aquela que, na grande maioria dos rankings sobre os exames no secundário, divulgados na passada semana, lidera a tabela em termos distritais.

De acordo, por exemplo, com a lista ordenada pelo semanário Expresso, esta escola figurava no lugar 77, a nível nacional, com uma média de 14,24. No que toca ao distrito, completavam o pódio as escolas secundárias da Sertã (139º lugar) e Pedro da Fonseca, em Proença-a-Nova (191º). Quanto às outras escolas covilhanenses, a Frei Heitor Pinto estava no lugar 516 e a Campos Melo, no lugar 551, se bem que esta, em termos distritais, fosse a melhor classificada no que toca ao ensino profissional.  Já no ranking publicado pelo jornal Público, a Quinta das Palmeiras estava no lugar 53, a Frei Heitor Pinto no lugar 447 e a Campos Melo no lugar 535.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.