“A vacina é a prenda que o Menino Jesus nos traz”

Vacinação contra a covid-19 arrancou na terça-feira, 29, no Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB). Primeiro vacinado foi o presidente do Conselho de Administração, João Casteleiro. Que quis ser “exemplo”
0
586

“Espero que isto altere tudo. O panorama que temos vivido no mundo”. Foi desta forma que, na passada segunda-feira, 28, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB) recebeu as 230 doses de vacinas contra a covid-19, a serem ministradas esta semana aos profissionais de saúde da unidade hospitalar. João Casteleiro, na manhã do dia seguinte, foi o primeiro a ser vacinado. Por “uma questão de exemplo”.

Segundo o médico, é importante dar o exemplo sobretudo para tirar dúvidas à população. “Temos que tirar as dúvidas às pessoas. É um princípio coerente ser eu o primeiro a fazê-lo, até porque estou na linha da frente. O risco é mínimo e é preciso ter noção disso. As pessoas não têm que ter medo da vacinação” garante João Casteleiro. Que lembra que o plano de vacinação agora iniciado é faseado, estendendo-se ao longo dos meses pelos grupos definidos pelo Governo e DGS, seguindo depois para o grosso da população.

Para Casteleiro, ser vacinado é “uma forma de nos defendermos uns aos outros”. A vacina é, agora, uma nova esperança para estes tempos de pandemia. “A vacina é a prenda que o Menino Jesus nos traz” frisa.

Esta semana, um pouco por toda a região, chegaram as primeiras vacinas. No hospital da Covilhã, 230, nos centros de saúde do ACES Cova da Beira, 40, na ULS de Castelo Branco, 255, e na ULS da Guarda, 605 doses.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.

Mais Notícias