Agricultores dizem que aumentos dos combustíveis vão encarecer produção

1
207

A Associação Distrital dos Agricultores da Guarda (ADAG) diz que o aumento do preço dos combustíveis vai “encarecer os factores de produção” e contribuir para a diminuição das áreas de cultivo na região.

A presidente da ADAG, Sandrina Monteiro, afirma que a associação está “bastante preocupada com o futuro da produção nacional”, porque o aumento do preço dos combustíveis “vai implicar um aumento de custos na produção”. “Há muitos agricultores que não vão conseguir fazer face aos custos do aumento do combustível e vai haver, se calhar, uma diminuição na produção, porque o dinheiro não estica e, ou o gastam na parte dos combustíveis ou depois o vão gastar na parte da adubação das terras”, aponta, referindo que nesta altura do ano os agricultores locais têm custos acrescidos com a preparação dos terrenos e com as sementeiras da época. Segundo a dirigente, os aumentos nos preços dos combustíveis “vão também encarecer os factores de produção, os adubos e os transportes, e os produtos agrícolas vão chegar mais caros ao consumidor”.

Texto completo na edição papel do NC.