Alunos da Escola a Lã e a Neve pedem que aquecimento seja substituído por energias renováveis

Grupo de alunos foi à reunião pública do executivo
0
196

Um grupo de alunos da Escola A Lã e a Neve, localizada no Bairro da Biquinha, deslocaram-se à última reunião pública da Câmara da Covilhã, na sexta-feira, 20, para pedirem que o estabelecimento, que integra a rede Eco Escolas, altere o tipo de aquecimento para uma fonte de energia renovável.

João, um dos alunos de primeiro ciclo, explicou que o aquecimento é feito através de botijas de gás, energia cara e que “não se regenera a curto prazo”.

“Pensamos que o gás de botija poderia ser substituído por uma das energias renováveis, como por exemplo a solar, eólica ou até mesmo biomassa. A nossa escola tem painéis solares e por perto existe um aerogerador. Achamos que seria fácil fazer esta mudança”, sugeriu Lara, outra das alunas presentes.

Vítor Pereira, o presidente, elogiou a participação dos estudantes na sessão, a sua preocupação com as questões ambientais e disse ter tomado nota das recomendações feitas.

“Ouvi atentamente as vossas sugestões, recomendações e reivindicações. Naquilo que for exequível, cá estamos para dar cumprimento às vossas expectativas, aos vossos direitos e seguirmos nesse caminho”, respondeu o autarca.

Comments are closed.