Aos 100 anos, António foi o primeiro idoso a ser vacinado no concelho

Primeira fase de vacinação em lares da Cova da Beira arrancou esta terça-feira
0
572

Aos 99 anos, foi pela primeira vez ver o seu Benfica ao Estádio da Luz e, perante a falta de dinâmica do conjunto encarnado, chegou a perguntar se se tratava de um treino. Na passada terça-feira, 19, aos 100 anos, foi o primeiro idoso a ser vacinado, no concelho da Covilhã, contra o vírus covid-19. António Dias, bem-disposto, lá fez um “fixe” para as objectivas dos jornalistas, a partir do lar da Fundação Anita Pina Calado, no Teixoso, a primeira instituição do concelho serrano a ser vacinada nesta primeira fase.

“Ficámos satisfeitos, em especial, os colaboradores. Têm sido nove meses de imenso trabalho. Foi o reconhecimento do que temos feito” frisa o presidente da direcção, Arménio Baltazar. Numa instituição com 52 utentes residentes, 20 em apoio domiciliário e mais 40 em centro de dia (que agora também recebem apoio em casa), a covid-19, no final do ano, ainda por ali passou, afectando uma utente, acamada, e dois dos 45 funcionários da instituição. Casos isolados que não tiveram propagação. Hoje, estando “limpo”, o lar pode receber a primeira fase da vacinação, tal como outros 16 no concelho covilhanense, dois no concelho de Belmonte e 15 no concelho do Fundão.

“Estávamos com grande expectativa, até porque tem havido surtos em alguns lares. São 2400 vacinas para os três concelhos da Cova da Beira, e na próxima fase, quando estiverem resolvidos surtos em alguns lares, também aí avançará” frisa Carlos Martins, do ACES Cova da Beira. Para já ficaram de fora dois lares em Belmonte (Colmeal da Torre e Caria), quatro na Covilhã (Lar de São José, Lar da Santa Casa da Misericórdia, Lar do Tortosendo e Residência D. António, em Peraboa) e outros quatro no Fundão (Póvoa da Atalaia, Misericórdia de Alpedrinha, Lar de Bogas e APPACDM). Instituições onde há casos positivos.

(Reportagem completa na edição papel)

Comments are closed.

Mais Notícias