Arranque das aulas adiado na EPABI

Para a próxima segunda-feira, 21. Em causa docente que é mãe de duas crianças infectadas com Covid-19
0
1543

O início das aulas, na Escola Profissional de Artes da Covilhã (EPABI), que estava agendado para amanhã, quarta-feira, 16, teve que ser adiado.

Segundo o NC confirmou junto da escola, as aulas apenas se iniciam na próxima segunda-feira, 21, por precaução, já que a mãe da criança que testou positivo para a covid-19 no jardim-de-infância do Rodrigo é docente na instituição. Pelo que, quem esteve em contacto com ela terá que ser testado. Se nada de anormal suceder, as aulas arrancam segunda-feira.

Antes, a EPABI, em comunicado, dizia que a expectativa para iniciar um novo ano era grande. “A direcção assegura que o início do ano será o mais tranquilo possível, estando garantido o cumprimento das orientações de segurança da DGS” frisava a instituição. Que adiantava ainda que estava a trabalhar para que a recepção aos alunos fosse feita com a segurança e tranquilidade.

“Definimos diferentes circuitos, devidamente identificados, para a movimentação dos alunos. Os espaços serão reorganizados, quer na sala de aula, onde está garantido o distanciamento recomendado pela DGS, quer fora da sala de aula (recreios), onde serão definidos os espaços a frequentar por cada grupo. Os horários serão ajustados de forma a garantir o máximo desfasamento entre turmas” explicava a EPABI.

Recorde-se que o jardim-de-infância do Rodrigo foi encerrado “por prevenção” na sequência de uma situação de covid-19 que envolve quatro pessoas da mesma família, entre as quais uma criança que frequenta aquele espaço, revelou o presidente da Câmara, Vítor Pereira. “O jardim-de-infância foi encerrado por cautela e prevenção e, entretanto, os serviços da protecção civil municipal já procederam à desinfeção e higienização das duas salas”, referiu o autarca. A medida vai manter-se, segundo ele, até nova reavaliação das entidades de saúde e foi determinada no fim-de-semana, depois de quatro pessoas da mesma família terem testado positivo para a covid-19.

Segundo adiantou, estão em causa um casal e dois filhos menores, que se encontram estáveis e a cumprir isolamento em casa. A situação está a ser acompanhada pelas entidades de saúde e a rede de contactos desta família já começou a ser testada, aguardando-se os respectivos resultados.

(Mais informação na edição papel desta semana)

Comments are closed.