Autarquia adquire autocarro eléctrico para transporte escolar

Viatura, de 40 lugares, será usada para transporte escolar e custa cerca de 480 mil euros, com a autarquia a investir 178 mil euros de fundos próprios
0
497

A Câmara Municipal da Covilhã adquiriu um autocarro eléctrico para, entre outros, integrar a rede de transportes escolares. Uma viatura de 40 lugares que, diz o vereador da autarquia, José Armando Serra dos Reis, também ajudará a reduzir os custos que a autarquia tem com transportes.

O anúncio foi feito pelo vereador, que presidiu à reunião privada do executivo da passada sexta-feira, que revelou que a aquisição custou cerca de 480 mil euros, sendo que a Câmara avança com fundos próprios na ordem dos 178 mil euros, sendo o resto comparticipado. No entanto, Serra dos Reis lamenta que o financiamento não seja de 100 por cento, que era o que estava inicialmente previsto. “Porque temos nós que liquidar esta verba (178 mil euros)? É mais ou menos o equivalente ao preço de um autocarro movido com combustíveis tradicionais” revela o vereador socialista.

O vereador frisa que a aquisição desta viatura é um “sinal de que a Câmara está preocupada com as questões ambientais”, destacando que a autarquia covilhanense assinou “o pacto dos municípios pelo ambiente” e “quer contribuir para que esse pacto tenha efeitos na aplicação de medidas contra a emissão de dióxido de carbono”, sendo este “um passo nesse sentido”. Além disso, Serra dos Reis lembra que este autocarro ajudará também “na diminuição dos custos com transportes escolares”, passando a autarquia “a ter uma viatura disponível sempre que se queiram transportar alunos, sem ter que recorrer a empresas de transportes”, mostrando-se, também por isso, “muito satisfeito, com a aprovação desta candidatura”.

Pelos vereadores da oposição, da Coligação Juntos Fazemos Melhor, Ricardo Silva frisou a satisfação por uma medida que consideram positiva, na melhoria do ambiente, mas acredita que apenas uma viatura é curta para as necessidades existentes.

(Notícia completa na edição papel desta semana)

Comments are closed.