Autarquia aprova Plano Estratégico Desportivo

Documento, que a oposição considera ser desequilibrado, prevê o investimento de 12 a 14 milhões de euros em infra-estruturas até 2030
1
188

A Câmara Municipal da Covilhã aprovou por maioria, com as abstenções dos dois vereadores da oposição, o Plano Estratégico de Desenvolvimento Desportivo da Covilhã até 2030, que visa aumentar a prática e a oferta desportiva, funcionar numa lógica de sinergias entre os diferentes agentes desportivos e identificar as deficiências no concelho, para implementar um plano de construção de equipamentos, que pode rondar os 12 a 14 milhões de euros.

Para elaborar o documento, o vereador com o pelouro do Desporto e Associativismo, José Miguel Oliveira, adiantou ter sido feito um levantamento exaustivo de todas as infra-estruturas e a sua análise técnica, fez-se uma avaliação olhando para o exemplo de municípios que são referência nesta matéria e foram promovidas reuniões com diferentes entidades que “enriqueceram o documento”.

José Miguel Oliveira informou que o plano, a remeter à Assembleia Municipal, mostrou “os desequilíbrios existentes no nosso território” e esclareceu ser um documento “chapéu”, sendo que anualmente haverá um plano de acção e um orçamento associados, “com realidades concretas”.

(Notícia completa na edição papel)