Bairro da Alâmpada vai ter horta comunitária

Projecto é financiado pelo Portugal Inovação Social e a Câmara da Covilhã apoia com 30 mil euros
0
439

O Bairro da Alâmpada, na Boidobra, vai ter disponíveis, a partir de Janeiro do próximo ano, pelo menos 30 talhões individuais e um pomar comunitário para serem utilizados pelos residentes do bairro de habitação municipal.

O programa promovido pela Beira Serra, orçado em cem mil euros, conta com 70% de financiamento do Portugal Inovação Social e o protocolo de apoio da Câmara da Covilhã, que assegura os restantes 30 mil euros e cedeu os terrenos, foi assinado na última segunda-feira, 31.

“Não é um projecto para as pessoas, é para ser feito com as pessoas”, sublinhou o coordenador, Marco Gabriel, durante a apresentação das hortas comunitárias da Boidobra, que se pretende seja uma iniciativa de envolvimento da população e de combate à exclusão social e à pobreza.

Iniciado há um ano, o projecto tem uma duração até ao final de 2022. A intenção dos promotores é “fazer a parte preparatória até ao final do ano, para a partir de Janeiro dar os talhões para serem trabalhados”, explicou Marco Gabriel, da Beira Serra.

“O objectivo é criar uma horta com 40 talhões de cem metros quadrados cada, trabalhados por pelo menos 30 beneficiários directos”, referiu o responsável da associação de desenvolvimento.

A ideia é replicar o exemplo da “primeira horta social no concelho”, a do Bairro das Nogueiras, para “responder de forma nova a problemas antigos”, acentuou Marco Gabriel.

Com a implementação das hortas, pretende-se capacitar a comunidade para a gestão partilhada, contribuir para a autossuficiência alimentar das famílias, para a valorização agrícola biológica e familiar, para a requalificação da paisagem urbana e para a educação e sustentabilidade ambiental.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.