Belmonte desiste do distrital

Clube alega dificuldades financeiras para não participar na prova, mas vai manter trabalho na formação
0
438

A União Desportiva de Belmonte não vai participar no próximo distrital de séniores masculinos. Ao que o NC apurou junto de fonte do clube, apesar da UDB ter efectuado a inscrição na prova (AFCB tinha anunciado a participação de 12 equipas), não irá entrar em prova por dificuldades de ordem financeira.

É o segundo interregno do Belmonte no futebol sénior, algo que já tinha acontecido na década de 90, também por problemas financeiros, tendo regressado na década de 2000.

Ao que o NC apurou, a continuação das camadas jovens do clube não está em causa.

Assim, serão 11 as equipas a participarem na prova, que deve arrancar em Setembro: Sernache e Idanhense (que desceram dos nacionais), Moradal (que foi campeão mas que, por falta de certificação, não subiu), Pedrógão, Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Académico do Fundão, Boidobra, Cabeçudo, Atalaia do Campo e Silvares.

Nota também para o Oleiros, que apesar de ter, no campo, assegurado a manutenção no Campeonato de Portugal, acabou por ser relegado ao distrital por não ser uma entidade certificada pela Federação Portuguesa de Futebol, e que optou por suspender a sua actividade futebolística.

O sorteio das provas oficiais de futebol sénior (prova vai chamar-se Liga Comtesse Lisbonne, patrocinadora da competição) está agendado para dia 26, pelas 17 horas e 30, no auditório do do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Sernache, Idanhense, Pedrógão e Moradal na linha da frente

Em termos competitivos, no que toca a favoritos ao título, saltam à vista quatro conjuntos: o Sernache, de António Joaquim, que desceu do Campeonato de Portugal e que, apesar de pouco se saber sobre o plantel, terá como prioridade o regresso aos nacionais; o Idanhense, que também teve uma época complicada nos nacionais, e que aposta em Vasco Guerra como técnico, já tendo assegurado nomes como Miranda, Salavessa, João Henriques, Edgar e Machado; o Moradal, que viu a dupla João Mateus/Ricardo Costa ir treinar o BC Branco e apostou em Frederico Dias (ex-Belmonte) para pegar na equipa; e o Pedrógão, de André Matias, que investe forte tendo um renovado plantel em que figuram muitos nomes vindos do Alcains, como Rúben Nogueira, Lourenço, José Simão, Ricardo, Fábio Sousa, Ajala ou Duarte).

Num segundo “pelotão” estarão equipas como o Vila Velha de Ródão, que continua com Joel Castro ao leme e aposta em jovens da região, o Proença-a-Nova, sempre uma das boas equipas do campeonato, e o Académico do Fundão, que manteve a sua base e foi buscar nomes interessantes, como o veterano André Cunha (ex-BC Branco) ou o jovem Pedro Jacinto (ex-Alcains).

Boidobra, Cabeçudo, Atalaia e Silvares, equipas com menos argumentos financeiros, quererão, esta época, melhorar performance e escapar, na segunda fase, à segunda divisão distrital, onde estiveram na época passada.

Boidobra já tem pré-época definida

No concelho da Covilhã, o CCD Estrela do Zêzere da Boidobra começou esta semana a trabalhar, de novo sob o comando de Ricardo Sousa.

O clube já tem agendados jogos de pré-temporada. Dia 27, às 10 horas, viaja até à Idanha, dia 4 de Setembro, no campo 8 de Dezembro, a Boidobra apresenta-se aos sócios, pelas 17 horas, frente ao Guarda FC, dia 7 jogo no Municipal da Guarda frente a essa mesma equipa, e no dia 15 defronta fora o Sporting do Sabugal.

Comments are closed.