Beto rouba pontos ao Covilhã

Internacional português até uma grande penalidade defendeu
0
393

Beto, guarda-redes internacional português, e um dos mais titulados a nível mundial (tem 14 troféus ganhos quer em Portugal, quer no estrangeiro) não vai deixar boas recordações aos adeptos covilhanenses. De facto, foi ele o grande responsável, e a muralha que fez com que o Sporting da Covilhã não regressasse no passado domingo de Matosinhos com mais do que um ponto, em jogo da 14ª jornada da II Liga. Defendeu tudo o que havia para defender, inclusive uma grande penalidade.

Numa grande partida de futebol, bem jogada, emotiva, com diversas ocasiões, faltaram apenas golos no confronto entre Sporting da Covilhã e Leixões. Houve muito equilíbrio, posse de bola repartida, o mesmo número de remates entre as duas equipas, mas em termos globais foi o Covilhã a equipa mais perigosa no relvado do Estádio do Mar, e aquela que mais iniciativa atacante teve.

O Leixões foi a primeira equipa a criar real perigo, quando aos 18 minutos, Avto atirou a bola ao poste da baliza de Leo Navacchio. Os serranos responderam bem, e aos 21 minutos, Beto brilhou pela primeira vez, ao defender um potente remate de Enoh. O perigo ia rondando as duas balizas, o Covilhã ainda viu um golo de Gleison ser anulado por fora de jogo, e na segunda parte, a toada manteve-se. Ao minuto 70, Beto voltou a estar em destaque, ao sacudir para canto um potente remate de Gui Inters, mas seria ainda mais decisivo já na parte final da partida, ao defender uma grande penalidade. Transição rápida do ataque serrano, com Deivison a isolar-se na área e a ser derrubado por Rafael Furlan. Grande penalidade, aos 83 minutos, em que, na transformação (perante a ausência de Gilberto) Filipe Cardoso permitiu a defesa do guardião ex-Sporting, Porto e Sevilha (entre outros clubes).

Com este resultado, o Covilhã é 11º, com 15 pontos, em 13 partidas. Já o Leixões, que era apontado como candidato à subida, é 16º, com 10 pontos, mas menos um jogo que os serranos. E volta a trocar de treinador, com João Eusébio (que tinha substituído Tiago Fernandes) a regressar ao cargo de coordenador técnico da equipa de Matosinhos, que ocupou até à quinta jornada.

Comments are closed.