Bombeiros de Belmonte têm nova direcção, mas acto eleitoral pode ser impugnado

Anabela Pinto é a nova presidente da Associação Humanitária
0
184

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Belmonte tem desde a passada quinta-feira, 12, uma nova direcção, liderada por Anabela Pinto, mas o acto eleitoral realizado nessa noite pode vir a ser impugnado.

Com a direcção cessante, liderada por Francisco Dias, a não se apresentar a votos, foram duas as listas que se candidataram à liderança da direcção para os próximos três anos (até 2025), mas apenas uma foi aceite.

A lista A, liderada pela ex-Provedor da Misericórdia, Anabela Pinto, acabou por vencer com 51 votos a favor, seis votos em branco e quatro nulo, e sem oposição, já que a lista B, liderada por Vítor Nunes, foi rejeitada pela mesa da assembleia-geral, por esta entender que não cumpria com o número 2 do artigo 4º dos estatutos da Associação, nomeadamente, pela falta de um elemento suplente na lista da direcção.

A lista B apresentava na presidência da Mesa da Assembleia-Geral, Hugo Adolfo e na presidência do Conselho Fiscal, António Marques de Ascenção.

Vítor Nunes, líder da lista chumbada, disse à Rádio Caria que não vê motivos para que a lista não fosse aceite. “Os estatutos são vagos no procedimento eleitoral, simplesmente porque faltava um suplente, a lista não foi aceite”, e por isso, “a decisão que tomamos é que vamos impugnar estas eleições”.

Já a lista liderada por Anabela Pinto apresentou Luís António Almeida para presidir à Mesa da Assembleia-Geral e Francisco Dias da Conceição (ex-presidente da direcção) para presidir ao Conselho Fiscal.

Anabela Pinto admite que a impugnação do acto “poderá trazer alguma instabilidade, mas a democracia é isto mesmo”, e diz estar “preparada para aquilo que possa aí vir”.

Comments are closed.