Campeões europeus desafiam Covilhã a construir pavilhão

Para acolher grandes eventos, nomeadamente de futsal
0
963

Os bicampeões europeus covilhanenses (Bruno Travassos conquistou o primeiro título, uma vez que em 2018 ainda não fazia parte da equipa técnica nacional) que integraram a selecção nacional de futsal que recentemente, conquistou o título europeu na Holanda, desafiaram na passada quinta-feira, 10, a Covilhã a ter uma maior aposta na modalidade, nomeadamente com a construção de um pavilhão que possa acolher grandes eventos de futsal.

José Luís Mendes e Bruno Travassos (equipa técnica) e António Fonseca (enfermeiro) foram homenageados pela autarquia covilhanense e, num regresso às origens, lembraram o peso que a Covilhã tem tido no desenvolvimento do futsal nacional, embora reconhecendo que muito trabalho ainda há a fazer no concelho, nesta matéria.

“É uma honra e privilégio estar nesta sala. Faz hoje quatro anos que, na Eslovénia, Portugal conquistou o seu primeiro europeu. Isto tem sido trabalho de muita gente, desde a Federação a Pedro Dias (director mais ligado à modalidade), que não é covilhanense, mas que tem muita ligação à Covilhã pelos anos que cá passou, ligado á UBI e ao futsal, sendo a pessoa que mais impulso deu à modalidade” frisa José Luís Mendes, adjunto de Jorge Braz no seio da equipa lusa.

Já o enfermeiro António Fonseca, diz que o que lhes aconteceu “é um privilégio que não acontece a todos, elogia o papel de Pedro Dias no desenvolvimento da modalidade e deixou um desafio ao presidente da Câmara da Covilhã: “Gostaria de ver a cidade com um pavilhão à dimensão daqueles em que se jogam estes eventos. Se hoje Portugal quisesse organizar um mundial, seriam poucos os pavilhões com condições para isso. Seria um sonho a Covilhã ter um”.

(Notícia completa na edição papel desta semana)

Comments are closed.