Casa da Memória da Medicina Sefardita Ribeiro Sanches abre portas

Em Penamacor
0
810

Penamacor tem desde a passada sexta-feira, 10, ao dispor do público, a Casa da Memória da Medicina Sefardita Ribeiro Sanches, espaço dedicado ao médico, filósofo e cientista de origem judaica, que nasceu naquele concelho.

O espaço interpretativo representa um investimento de meio milhão de euros e foi inaugurado numa cerimónia que contou com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Isabel Damasceno, e da directora regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes.

Integrada na Rede de Judiarias de Portugal, a Casa da Memória da Medicina Sefardita está divida em dois sectores, um dedicado à vida e obra de Ribeiro Sanches e outro aos judeus portugueses que exerceram medicina, com destaque para aqueles que, ao saírem de Portugal, atingiram notoriedade no estrangeiro, tais como Amato Lusitano ou Garcia de Orta.

Com uma grande componente documental e histórica, os conteúdos privilegiam as vertentes biográficas e bibliográficas, que são apresentadas em modelo expositivo e através de painéis interativos. Concretizado num edifício que foi requalificado e que fica num dos núcleos onde está identificada a presença judaica na vila de Penamacor, este projecto também integra uma pequena sinagoga, que foi construída ao lado. Um conjunto que preserva a identidade e património cultural e que também deverá afirmar-se como uma “mais-valia” ao nível da promoção e atracção turística, aponta o presidente da Câmara de Penamacor, António Luís Beites. “A Casa Ribeiro Sanches vai ser mais uma grande peça do ponto de vista da atractividade cultural para Penamacor”, diz, frisando que quem quiser conhecer a Rede de Judiarias de Portugal pode agora começar a sua viagem por Penamacor.

Comments are closed.