CDU exige reabertura da “Bolinha de Neve”

Diz que infantário faz falta à cidade
0
279

A CDU exigiu esta semana a reabertura do infantário público “Bolinha de Neve”, na Covilhã, que foi encerrado em 2018 depois de um período em que a gestão do espaço foi concessionada pela Segurança Social à Misericórdia local.

“Passados mais de três anos sobre o encerramento do Infantário ‘Bolinha de Neve’, por falta de resposta na cidade, dezenas de famílias são obrigadas a percorrer diariamente vários quilómetros com os seus filhos, para ter acesso a um serviço de creche e infantário enquanto apodrecem estas excelentes instalações”, sublinha a CDU, em comunicado.

Salientando que o acordo de cooperação entre a Segurança Social e a Misericórdia foi realizado no período de governação PSD/CDS, os comunistas classificam o mesmo como uma “privatização”, que ocorreu “contra a vontade dos trabalhadores e das famílias”. “A CDU desde o primeiro momento se opôs a esta opção, por corresponder a uma desresponsabilização do Governo na gestão de equipamentos públicos dirigidos à infância. Mais uma vez, a realidade veio a dar razão à CDU”, lê-se no comunicado.

A CDU aponta ainda o dedo à Santa Casa da Misericórdia da Covilhã por, “num primeiro momento, ter utilizado as instalações para outros fins” e depois ter “esvaziado” aquele equipamento, até ao seu encerramento em 2018. Para a CDU, concretizou-se assim “aquele que sempre foi o objectivo principal – a liquidação deste serviço público essencial”. A actuação do actual Governo e da autarquia também é censurada pelos comunistas, que sublinham que, ao longo deste tempo, nada foi feito para alterar a situação. “A CDU reafirma a urgente necessidade de se encontrarem soluções para a reabertura deste importante equipamento e a sua colocação ao serviço das populações”, é acrescentado na nota.

Comments are closed.