Comissão Vitivinícola prevê ano normal na produção de vinho

Espera-se uma produção de cerca de 22 milhões de litro de vinho de “boa qualidade”
0
81

O presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI), Rodolfo Queirós, revelou na passada semana que espera um ano normal de produção e vinho de boa qualidade.

“Nós [CVRBI], o ano passado, tivemos à volta de 22 milhões de litros de vinho na região e, este ano, esperamos ter um valor mais ou menos nessa ordem de grandeza. Se bem que, como diz o ditado e bem, ‘até ao lavar dos cestos é vindima’. E nós ainda nem começámos a encher os cestos de uvas, na maior parte das zonas, e, portanto, até ao término da vindima é um bocadinho difícil fazer uma previsão certa”, afirma. O responsável vaticina que o vinho da produção deste ano seja de boa qualidade devido à chuva que caiu na região, na semana passada.

As chuvas “foram importantes”, porque em algumas zonas as videiras encontravam-se em stresse hídrico e “o aumento de humidade no solo vai permitir que as plantas se hidratem um bocadinho mais e as próprias maturações sejam feitas de uma forma mais equilibrada”. “Resumindo, acho que vamos ter um ano de produção normal (…), esperemos que o São Pedro nos ajude, como se costuma dizer, para que tenhamos uma vindima, em termos qualitativos, como esperamos”, afirmou.

Neste momento, segundo Rodolfo Queirós, “os indicadores são para isso, as uvas estão boas, estão sãs”. O presidente da CVRBI admite “que as coisas possam correr bastante bem” na área de influência da CVRBI, que tem sede na cidade da Guarda.

Texto completo na edição papel do NC.

Comments are closed.