Consultora tecnológica quer contratar 40 especialistas para pólos da Covilhã e Guarda

Noesis inaugurou escritório na Covilhã
0
493

A consultora de inovação tecnológica Noesis instalou-se no início do ano no Parkurbis (Parque de Ciência e Tecnologia da Covilhã) e espera até ao final de 2022 contratar 40 funcionários no conjunto dos pólos da Covilhã e da Guarda, disse ontem o responsável, Alexandre Rosa, durante a cerimónia de inauguração das instalações onde actualmente trabalham seis pessoas.

Na visita ao pólo da Covilhã da empresa tecnológica, em que marcou presença a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, o director-executivo sublinhou que a Noesis está presente em seis países e em Lisboa, Porto, Coimbra, Proença-a-Nova, Guarda e Covilhã.

Alexandre Rosa manifestou a intenção de ser “um empregador de referência”, “fixar pessoas aqui e ajudar ao desenvolvimento da região”, além de ter salientado a importância da Universidade da Beira Interior (UBI) em formar recursos humanos na área e o desejo de colaborar com as diferentes entidades da região.

Segundo o director de marketing da empresa, Ricardo Rocha, “este é um sector de pleno emprego, onde a busca pelo talento é o desafio das organizações” e o escritório na Covilhã é uma forma de “perceber qual a capacidade de atracção na região”, sendo que o crescimento da empresa, e o aumento dos postos de trabalho na Covilhã, depende dos recursos humanos especializados que a Noesis “consiga contratar”.

Ana Abrunhosa elogiou a UBI por “saber acompanhar os tempos” e saber “estar no terreno”, mas a governante vincou a necessidade de “a região e o país precisarem de mais formação nestas áreas” e de existirem “mais licenciados” nas tecnologias.

Para o presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, as autarquias da Cova da Beira podem “potenciar sinergias para fixar empresas como esta no território” e destacou que “o grande desafio dos nossos tempos é reter população e reter jovens talentos formados na nossa universidade”.

Mário Raposo, reitor da UBI, mostrou-se disponível para estreitar relações com a Noesis, com outras empresas, afirmou haver na instituição de ensino “excelentes” especialistas e frisou que “o conhecimento gerado pela universidade tem de reverter para a sociedade”.

Comments are closed.