Covilhã assinala 95º aniversário de Alçada Bapista

0
437

A Câmara da Covilhã, em colaboração com a editora Alma Azul, promove no próximo dia 27, pelas 18 horas e 30, na Biblioteca Municipal, uma sessão literária dedicada à vida e obra do escritor covilhanense António Alçada Baptista.

A sessão literária assinala o 95º aniversário do nascimento do escritor e irá focar o trabalho editorial de Alçada Baptista na Moraes Editores e o seu livro “A Cor dos Dias – Memórias e Peregrinação”.

António Alçada Baptista nasceu na Covilhã a 29 de Janeiro de 1927. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa (1950) manteve-se sempre ligado à escrita como director ou colaborador de várias revistas e jornais, tendo ainda participado em programas de televisão e de rádio. Foi presidente do Instituto Português do Livro. Oficial da Ordem de Santiago, recebeu a Ordem Militar de Cristo (1983) e a Grã-Cruz da Ordem do Infante (1995). Profundamente influenciado pelo Cristianismo de pensadores como Emmanuel Mounier e Teillard de Chardin, conseguiu obter com os dois volumes de “Peregrinação Interior” a unanimidade da crítica e do público. Enquanto ficcionista, publicou “Os Nós e os Laços” (1985), “Catarina ou o Sabor da Maçã” (1988), “Tia Suzana, Meu Amor” (1989), “O Riso de Deus” (1994) e “Pesca à Linha – Algumas Memórias” (1998). Como cronista e defensor da liberdade Alçada Baptista publicou em Outubro de 2002 “Um Olhar à Nossa Volta”, o testemunho de uma vivência colectiva registada na década de 70 e 80 marcada por inquietações político-sociais.

Comments are closed.