Covilhã deixa escapar a vitória ao cair do pano

A ganhar, os serranos ficaram a jogar em inferioridade numérica aos 83 minutos e permitiram ao Arouca marcar dois golos em quatro minutos perto do apito final
1
402

O Sporting da Covilhã teve o pássaro na mão, mas deixou-o voar quando faltou o discernimento. A formação de Bizarro entrou melhor na partida, criou ocasiões para marcar, inaugurou o marcador no segundo tempo, por Enoh, mas a sete minutos do fim os serranos ficaram em inferioridade numérica, após a expulsão de David Santos, desconcentraram-se e sofreram dois golos nos instantes finais, somando o quinto jogo sem vencer.

O 1-2 final e o segundo encontro consecutivo sem pontuar mantém os “Leões da Serra” no 13.º lugar da tabela classificativa, com 31 pontos, quatro acima da zona de despromoção a cinco jornadas do final da II Liga de futebol, enquanto o Arouca continua na luta pela subida e permanece no sexto posto, com 50 pontos, a dois do lugar do ´play-off`.

Frente a um candidato à subida, o Sporting da Covilhã nunca foi inferior e, não fosse a persistente falta de acerto no ataque, podia estar numa posição mais tranquila. David Santos podia ter sido mais cauteloso e não correr riscos, tendo em conta que já tinha uma cartolina. Nos últimos minutos os serranos, desorientados, foram encostados às cordas, não conseguiram travar o ímpeto final dos arouquenses, com a linha da frente reforçada, e permitiram a cambalhota no marcador.

(Crónica completa da partida na edição papel desta semana)

Mais Notícias