Criança encontrada com vida em Proença-a-Velha

O pequeno Noah, dois anos e meio, esteve perdido durante mais de 30 horas. PJ recusa, para já, indícios de crime
1
381

Terminaram da melhor forma as buscas por uma criança de dois anos e meio, Noah, que desaparecera na manhã da passada quarta-feira, 16, da casa dos pais, perto da aldeia de Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova. O menino, que andou perdido mais de 30 horas em zona de mato, silvas e floresta, foi resgatado com vida ao final da tarde de quinta-feira, 17, e encaminhado para o hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco, bem de saúde, mas por precaução.

Segundo o capitão Jorge Massano, da GNR de Castelo Branco, o menino foi encontrado pouco antes das 20 horas, num “sector de busca que foi alargado” durante a tarde desse dia, a quatro quilómetros de casa em linha recta, ainda na zona de Proença-a-Velha, mas muito próximo da povoação de Medelim. “Existe a possibilidade de ter percorrido uma distância de 10 quilómetros”, disse aos jornalistas o responsável das operações de busca. Cerca de centena e meia de elementos participaram nas buscas. Nas operações participaram militares da GNR, bombeiros, protecção civil municipal, sapadores florestais e voluntários, com apoio de equipas cinotécnicas, drones e mergulhadores, que vistoriaram poços e linhas de água. Dezenas de voluntários, muitos deles estrangeiros, também participaram nas buscas.

Segundo a PJ da Guarda, não existem indícios de crime, mas as investigações irão continuar. O menino “foi encontrado com vida, num desaparecimento que deverá ser considerado espontâneo” revelou o coordenador da PJ da Guarda, José Monteiro.

(Mais informação na edição papel)