Crianças e jovens com apoio ambulatório de equipa de psiquiatria

Grupo multidisciplinar, o único na região, criado em 2020, está no terreno desde Maio último e acompanha actualmente cerca de 50 menores referenciados pelos médicos de família, num registo de proximidade
0
433

Uma Equipa Comunitária de Psiquiatria da Infância e da Adolescência, composta por um grupo multidisciplinar, está desde Maio no terreno para prestar um apoio de maior proximidade nos centros de saúde da Cova da Beira e Penamacor. O projecto-piloto é um dos cinco no país e o único na região centro do país.

Actualmente estão a ser acompanhados cerca de 50 utentes, entre os dois e os 17 anos, sinalizados pelos médicos de família, no concelho do Fundão, onde esse trabalho teve início. Em breve os cuidados de saúde primários de Penamacor começam a ter também este complemento, uma vez que foram já iniciados os contactos nesse sentido.

Segundo a directora do Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do CHUCB, Paula Correia, integram a equipa, ligada ao Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB), uma assistente social, uma psicóloga, uma terapeuta ocupacional e falta um pedopsiquiatra, serviço com supervisão no hospital.

A pedopsiquiatra Ana Moreira informa que a equipa comunitária está neste momento centrada em acompanhar casos ligeiros e moderados, tendo os mais graves de ser referenciados para o Serviço de Pedopsiquiatria do CHUCB.

“A intenção é que estas equipas multifacetadas prestem um serviço de maior proximidade”, adiantou, ao NC, a directora do Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do CHUCB, Paula Correia. “As pessoas, em vez de se deslocarem ao hospital, vão ao centro de saúde”, acrescenta a médica, fazendo referência às áreas extensas dos concelhos.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.