Distrito de Castelo Branco perdeu mais de 18 mil habitantes em dez anos

Resultados definitivos dos Censos 2021 foram agora divulgados
0
277

O distrito de Castelo Branco registou um decréscimo de mais de 18 mil habitantes, com todos os concelhos a perderem população na última década, segundo os resultados definitivos dos Censos 2021, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Todos os 11 concelhos, incluindo a capital de distrito de Castelo Branco, viram a sua população reduzir na última década, registando uma perda global de cerca de 18.783 habitantes (196.264 em 2011 e 177.481 em 2021).

Penamacor (-16%), Oleiros (-14,2%) e Idanha-a-Nova (-14%) foram os concelhos do distrito que registaram os decréscimos mais acentuados, a nível percentual.

Por seu turno, Vila de Rei mantém-se como o concelho do distrito com menos população, com 3.279 habitantes, e é também aquele que regista a menor perda de habitantes, com 5% (173 pessoas).

Castelo Branco, a capital de distrito, perdeu 3.837 pessoas (-6,8%) face a 2011.

 

Covilhã perde mais de cinco mil pessoas

 

A Covilhã perdeu 5.342 habitantes (-10,3%), Belmonte, 654 (-9,5%), Fundão, 2.710 (-9,2%), Idanha-a-Nova, 1.361 (-14%), Oleiros, 817 (-14,2%), Penamacor, 914 (-16%), Proença-a-Nova, 1.147 (-13,8%), Sertã, 1.111 (-7%), Vila Velha de Ródão, 236 (-6,7%) e Vila de Rei, 173 (-5%).

Fazem parte do distrito, Belmonte, Castelo Branco, Covilhã, Fundão, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova, Sertã, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão.

De acordo com o INE, Portugal perdeu 2,1% da população entre 2011 e 2021, invertendo a tendência de crescimento registada nas últimas décadas.

“Residiam em Portugal, à data do momento censitário, dia 19 de abril de 2021, 10.343.066 pessoas (4.920.220 homens e 5.422.846 mulheres), o que representa um decréscimo de 2,1% face a 2011”, adiantou o Instituto Nacional de Estatística.

 

Comments are closed.