Entalhador de Meixomil expõe no Museu de Arte Sacra da Covilhã

0
142

A Câmara da Covilhã tem patente ao público, a partir desta quinta-feira, 25, a exposição de talha e escultura denominada “Revisitar uma Arte Maior”, no Museu de Arte Sacra.

Trata-se de uma exposição de Júlio da Costa Leal, o conhecido “entalhador de Meixomil”, que revela minuciosos trabalhos artísticos em talha de ornamentos, arte sacra, restauro e escultura.

A cerimónia de inauguração tem lugar hoje, pelas 21 horas, e contará com um momento musical proporcionado pelo Grupo de Concertinas da Cidade da Covilhã.

Júlio Campos Leal, começou a trabalhar a talha com apenas 13 anos. A paixão pela talha levou os seus trabalhos aos Estados Unidos, Dubai, Madrid, Paris, Milão e Arábia Saudita. Cada peça criada com as suas mãos é única. A peça vai surgindo à medida que o formão e a goiva cuidam de traduzir para a madeira o que a mente imaginou e a mão desenhou.  Desde 1990 que Júlio Leal trabalha sozinho no desenvolvimento de peças de autor e por esse motivo considera extremamente positiva a parceria dos artesãos com os designers, sentindo-se estimulado quando um designer ou outro criativo põem a sua capacidade à prova.

A exposição estará patente de 25 de Agosto a 8 de Outubro, podendo ser visitada, gratuitamente, de terça-feira a domingo, entre as 10h00 e 18h00, no Museu de Sarte Sacra, junto ao jardim público.

Comments are closed.