Estradas e reabilitações urbanísticas entre as prioridades do orçamento do Sabugal

Documento contempla uma verba de 28,4 milhões de euros, cerca de mais três milhões em relação ao ano passado
0
141

Concluir, entre outras, as obras de requalificação da entrada sul da cidade do Sabugal (no valor global de 1,2 milhões de euros), da Circular de Mobilidade Suave Inclusiva (1,8 milhões de euros), da Praça da República e do Largo de Santiago (800 mil euros), da segunda fase da praia fluvial do Sabugal (1,2 milhões de euros) e do Smart Work Center (1,5 milhões de euros). São estas algumas das prioridades do orçamento de 2023 da Câmara do Sabugal, já aprovado quer pelo executivo, quer pela Assembleia Municipal.

Em relação ao ano passado, o orçamento cresce cerca de três milhões, passando de 25 para 28,4 milhões de euros. Um aumento “significativo” diz o autarca local, Vítor Proença, que afirma que a despesa “aumentou um bocadinho” fruto da conjuntura, lembrando o peso que a pandemia, a guerra na Ucrânia e a inflação têm no documento.
Segundo o autarca, este é um orçamento marcado pela transição do quadro comunitário 2020 para o 2030 e pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que “tem uma fraca execução” e “não é um programa vocacionado para as autarquias”.
“Há sempre a preocupação do equilíbrio orçamental e [o orçamento] é muito sustentado naquilo que tem vindo a ser o nosso rigor dos últimos anos. Também dá uma atenção especial ao apoio social e às empresas, nomeadamente ao nosso setor agropecuário e às instituições particulares de solidariedade social, que com a covid-19 e com a questão da guerra sofreram um rude golpe nas suas finanças”, disse Vítor Proença à agência Lusa.

De acordo com o autarca, o orçamento também tem um aumento superior a três milhões de euros relativamente ao anterior, por estarem a decorrer obras no valor de 7,5 milhões de euros e que “passaram para 2023”. “A expectativa é a de que consigamos executar estas obras que estão a decorrer e fazer projectos para que, quando o novo quadro comunitário estiver em vigor, estarmos preparados para [apresentar] as candidaturas”, refere.

Quanto a obras novas, o autarca adiantou que tem “em carteira” o “projecto emblemático” de criação dos Passadiços do Rio Côa, “aproveitando os açudes, os pontões, as poldras, os moinhos de água e a paisagem natural” existente ao longo deste curso de água. “É um projeto que estamos neste momento a desenvolver e creio que haverá apoio comunitário”, admite Vítor Proença.
A requalificação da rede viária municipal, a reabilitação do edifício da antiga Escola Primária (para equipamentos e serviços), a criação do Centro de Artes e Ofícios e um projecto para utilização da água da barragem de Batocas para abastecimento animal, são outras das intenções do município do Sabugal para este ano.

Comments are closed.