Fundão com “maior orçamento” da última década

No valor de 35,8 milhões de euros
0
382

A Câmara do Fundão terá um orçamento de 35,8 milhões de euros (ME) em 2022, o mais elevado da última década e que aposta na inovação, atração de investimento, saúde, inclusão e ambiente, revelou à agência Lusa o presidente da autarquia.

O documento representa um aumento de cerca de um milhão de euros relativamente ao deste ano e foi aprovado, por maioria, na Assembleia Municipal, realizada na segunda-feira, 20. “É o maior orçamento da década e tem um grande equilíbrio entre as despesas correntes e a componente de investimento”, aponta Paulo Fernandes.

Segundo explica, a componente do investimento continuará muito ligada à estratégia de inovação, atração de investimento e fixação de pessoas, destacando-se a concretização do Centro de Acolhimento de Empresas Tecnológicas, no coração da cidade. Nos investimentos de grande dimensão surge ainda a obra do Cineteatro Gardunha.

A saúde é outra das prioridades deste orçamento, onde está inscrita a conclusão do projecto da Unidade de Medicina Nuclear, a melhoria de extensões de saúde do concelho, bem como o apoio à concretização da Unidade de Saúde Familiar no Fundão. “É também um orçamento que se apoia muito nas parcerias e nas redes, nomeadamente devido ao posicionamento do Fundão como terra de acolhimento, ligado à multiculturalidade e aos programas de inclusão de migrantes”, diz Paulo Fernandes.

A agricultura ligada à inovação é outro dos focos ao nível da criação de valor em rede.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.