Há mais idosos isolados e sós na Beira Interior

Censos Sénior 2021, da GNR, revelam aumento significativo na região
1
217

Há, na Beira Interior, mais idosos a viverem sozinhos ou isolados. É isto que revelam os números dos Censos Sénior 2021, da GNR, realizados durante todo o mês de Outubro, que identificou, na Beira, 6838 idosos nessas condições.

Reportando aos números apresentados em Outubro de 2020, é possível constatar um crescimento significativo. No ano passado, eram 6427 os idosos nessas condições. Este ano, 6838 (mais 411).

Em termos gerais, o número de idosos sós ou/e isolados cresceu no País. No ano passado eram 42 mil 439, este ano são 44 mil 484.

No distrito da Guarda, no ano transacto, estavam identificados 4585 idosos, e em Castelo Branco, 1842. Este ano, na Guarda, 5012 (mais 427), em Castelo Branco 1826 (menos 16). Ou seja, o aumento de casos na Beira Interior está directamente ligado ao aumento no distrito egitaniense.

Em termos distritais, Vila Real, como em 2020, continua a liderar a tabela (5191 idosos), seguido de novo pela Guarda (5012) e Viseu (3543). Faro, Bragança, Beja e Portalegre são os distritos que se seguem, todos com mais de três mil idosos nestas condições.

A operação Censos Sénior visa, segundo a GNR, “garantir um conjunto de acções de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa, que vive sozinha, isolada, ou sozinha e isolada, através da actualização dos registos das edições anteriores”. A GNR diz que esta iniciativa também permite “reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente situações de violência, burla e furto”. A força da ordem realizou este ano 172 acções em sala, e 3431 acções porta-a-porta, abrangendo um total de 19 mil 812 idosos.