Investigador da PJ atingido a tiro

No Terlamonte, no passado domingo
0
530

Bem e livre de perigo, depois de assistido na tarde do passado domingo, 17, no Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB). Era este o estado de um especialista da Polícia Científica da Polícia Judiciaria (PJ) que, momentos antes, fora atingido a tiro, após o disparo de uma arma de fogo alegadamente armadilhada numa habitação no Terlamonte.

A PJ conta, em comunicado, que o indivíduo foi atingido quando inspecionava a habitação onde, poucos momentos antes, tinha sido localizado um indivíduo com uma faca de cozinha cravada na zona do peito.

“A origem destes factos reconduzir-se-á a um quadro anterior de violência doméstica, pelo qual o indivíduo, agora localizado no interior da referida habitação, começaria a ser julgado no dia de amanhã (segunda-feira, 18). Considerando a alegada incomunicabilidade persistente deste indivíduo com alguns dos seus familiares mais próximos, foi solicitada por estes familiares a intervenção da GNR local, cujos elementos, ao depararem-se com o cenário logo encontrado no interior da habitação, com o referido indivíduo quase moribundo, a esvair-se em sangue, além de desencadearem o necessário socorro, solicitaram a intervenção da Polícia Judiciária da Guarda para investigação da situação” explica, em comunicado, a PJ. Que acrescenta que, ao realizar a inspeção judiciária dos factos “aparentemente representativos de uma hipotética situação de suicídio”, o especialista da PJ “não obstante o cumprimento do pertinente protocolo ajustado à situação”, acabou atingido num braço, “por um aparente disparo de arma de fogo armadilhada para esse efeito, nomeadamente quando procedia à abertura de uma porta interior, da habitação em causa.”

Ferido, o inspector foi levado ao hospital, e está bem, livre de perigo. Já o indivíduo suspeito da autoria dos factos estava “em estado grave” na mesma unidade hospitalar.

Comments are closed.