Natal sem madeiros

Autarquia belmontense decide suspender tradição para não provocar ajuntamentos
0
2692

Este ano, face à pandemia covid-19, não vai haver madeiros no concelho de Belmonte. A decisão foi tomada na passada semana, em reunião do executivo, com vista a evitar o ajuntamento de pessoas na noite de 24 de Dezembro, véspera de Natal. Na sua página nas redes sociais, a Câmara assegura que decisão foi tomada em conjunto com os diversos presidentes de junta.

“Não vamos realizar os tradicionais madeiros para não corrermos o risco de juntar muitas pessoas. Espero a compreensão da população” afirma o presidente da Câmara, António Dias Rocha.

O madeiro é uma das tradições natalícias mais enraizada nas pequenas aldeias e vila do Interior. Em Belmonte, foi perdendo alguma vitalidade ao longo dos anos, com a autarquia a promover então um concurso, com prémios monetários, para que a tradição não se perdesse. Este ano, o executivo já tinha discutido as normas de participação no mesmo, mas, contudo, ponderava a sua não realização face à pandemia covid-19, tal como o NC já tinha adiantado. O que acabou por se confirmar. Na altura, Dias Rocha recordava ainda o peso que esta tradição tem vindo a perder para justificar a sua eventual não realização. “Hoje, já nem existiam se não fossem as juntas de freguesia” frisava.

“Espero que para o ano as festas natalícias sejam bem melhores” deseja o autarca.  Recorde-se que a Câmara promove habitualmente um concurso em que podem participar todas as localidades do concelho, mas apenas com um madeiro. Para todos os participantes costuma haver um prémio simbólico, sendo o melhor madeiro premiado com 300 euros, o segundo com 250 e o terceiro com 200 euros. Este ano, o concurso fica em suspenso,

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.

Mais Notícias