O manto branco que faz da Serra um bom destino

Serra da Estrela voltou a encher-se de turistas nos últimos dias do ano 2020. Neve foi atractivo e hotéis acabaram por ter boa lotação
0
484

Apesar do frio que se fez sentir por todo o País, nos últimos dias, o Maciço Central da Serra da Estrela voltou a encher-se de turistas para ver o manto branco que cobriu as montanhas nos últimos dias de 2020.

O forte nevão que caiu por várias noites, impedindo a circulação rodoviária entre as Penhas da Saúde e a Torre, assim como para a aldeia do Sabugueiro, fez encher a Serra de turistas, de longe e de perto, para satisfazerem a fantasia de Inverno que alimenta a brincadeira de miúdos e graúdos.

O fim de ano cheio

As unidades hoteleiras da Serra, que tiveram lotação de cerca de 90 por cento de ocupação, não foram os únicos motivos de visita às montanhas beirãs. Muitos turistas com quem o NC falou, vieram para fazer a vontade aos mais novos.

A família Félix, de Cascais, veio com o Guilherme “pela primeira vez”. Estiveram três dias pela Serra, para ver e brincar na neve. Os pais já conheciam a Estrela, mas o mais novo “ainda não tinha visto neve”. Decidiram passar alguns dias de descanso neste destino, mas não passaram por cá o fim-de-ano. “Vamos ter com a família”, diz o homem da casa, que garante que esta opção nada tem a ver com as restrições que a pandemia tem colocado ao turismo. “Respeitamos tudo o que nos é pedido, mas não temos medo. Ir ter com a família é uma opção”.

Já Bruna Lobo, vinda do Brasil e a viver há cinco anos em Lisboa, viu neve pela primeira vez na vida. Diz ter muito respeito pelas questões da pandemia. Veio com a família e um grupo de amigos para o Natal, mas optaram por outro destino para o fim-de-ano.  Alojaram-se numa unidade hoteleira perto da Covilhã e “evitamos totalmente os restaurantes”, refere. Bruna considera imprescindível este cuidado. Pararam o carro à beira da estrada, ali perto da Pedra do Urso, e “não havia ninguém”, mas de repente a mesma paragem serviu para muitos usufruírem do sol e neve que se aproveitavam num pequeno largo improvisado como parque de diversão.

Rui Ribeiro também parou por ali o carro, para brincar na neve com a companheira e os três filhos. Para Rui, a Serra da Estrela “não é novidade, já estive por cá a fazer snowboard”, garante, mas agora a visita é mais familiar.

“Ficamos agora a saber que não podemos subir à Torre, temos pena, mas já dá para brincar”, avança Rui. A família Ribeiro, que veio para ficar apenas dois dias, também não passou o “réveillon” na Serra, mas os mais novos “estão bastante satisfeitos com o passeio familiar”.

(Reportagem completa na edição papel)

 

Comments are closed.