Percurso pedestre relembra história têxtil da cidade ligada à UBI

0
144

Carolina Fernandes/Diogo Parente

A UBI assinalou, na passada quinta-feira, 18, pela primeira vez, o Dia do Património Académico Europeu, com a inauguração de um percurso pedestre pelos principais edifícios ligados aos têxteis que fazem parte da universidade. A iniciativa, organizada pelo Museu de Lanifícios (MUSLAN), deu a conhecer o património ligado à indústria têxtil da Covilhã. 

A rota CampusLANA iniciou-se na Parada (antiga Praça Central da Real Fábrica de Panos) e passou por vários locais-chave da história têxtil da cidade, nomeadamente, pelas fábricas que hoje dão lugar a pólos da UBI, aos antigos bairros operários e aos locais de secagem da lã. 

Rita Salvado, directora do MUSLAN, afirma que a escolha do percurso foi influenciada pelo facto de a UBI ter “pólos nas duas ribeiras [da Carpinteira e da Goldra] que nortearam também o desenvolvimento industrial”. A directora acrescenta ainda que “foi a partir do campus se cruzar com a história da cidade e também dar a conhecer as várias fases da industrialização” que foi pensado este percurso.

O Dia do Património Académico Europeu pretende comemorar a cultura e património das Universidades europeias. 

Comments are closed.