Prisão preventiva para suspeito de agredir ex-namorada com machado

Caso ocorrido na passada semana no Teixoso
0
728

O homem suspeito de ter agredido com um machado a ex-namorada, na madrugada de quinta-feira, 6, na localidade do Teixoso, vai ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.

A informação foi confirmada pelo coordenador da Polícia Judiciária (PJ) da Guarda, José Monteiro, depois de o indivíduo, com 26 anos, ter sido na sexta-feira, 7, presente a tribunal para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Ao início da tarde, a PJ já tinha informado, através de comunicado, que tinha detido, em colaboração com a GNR da Covilhã, o presumível autor de um crime de homicídio qualificado na forma tentada, ocorrido entre as 00:00 e as 0:30, de quinta-feira, e do qual foi vítima uma mulher de 41 anos, ex-companheira do agressor. “Os factos ocorreram num contexto de reiterada violência doméstica e terão sido motivados pela rutura da relação sentimental existente entre autor e vítima”, referiu a PJ.

De acordo com a informação, a vítima encontrava-se no interior da sua residência, acompanhada por um dos três filhos menores, quando foi surpreendida pelo indivíduo, “o qual, começando por a agredir barbaramente, ao murro e pontapé, acabou por lhe desferir violentíssimas agressões na zona da cabeça, através de um machado que transportava já consigo aquando da chegada a casa da vítima”.

A PJ também explicou que a vítima foi inicialmente transportada para Centro Hospitalar da Cova da Beira, “já em estado de elevada gravidade”, tendo depois sido encaminhada aos Hospitais da Universidade de Coimbra, “onde permanece internada, correndo grave risco de vida”.

(Notícia completa na edição papel desta semana)

Comments are closed.