PS perde votação e um vereador, mas mantém maioria na Covilhã

No discurso de vitória, Vítor Pereira disse ter a obrigação de estar à altura da vontade do povo e promete diálogo e debate de ideias com vista ao desenvolvimento do concelho
0
337

Numa noite eleitoral que se prolongou além do habitual, Vítor Pereira foi reeleito para o terceiro e último mandato na Câmara da Covilhã. Apesar de ter perdido quase 1.500 votos e ter menos um vereador, Jorge Gomes, que abraçou no discurso de vitória, no Pelourinho, o presidente eleito mantém a maioria absoluta na autarquia covilhanense, com quatro eleitos do PS e três da coligação CDS/PSD/IL.

Cerca da uma da madrugada, Vítor Pereira, perante alguns apoiantes, disse ter vencido “a vontade do povo” e agora os eleitos para os três órgãos terem a obrigação de “responder, estar à altura dessa mesma vontade”.

Para os próximos quatro anos, o líder socialista afirmou quererem fazer uma caminhada “com humildade”, interpretando “a vontade do povo”. “Vamos ter de dialogar, de trocar opiniões, debater ideias e vamos seguir nesta senda de desenvolvimento da nossa Covilhã”, acentuou.

“Avizinham-se quatro anos de trabalho, quatro anos de aposta relativamente ao futuro. Vamos debater, vamos construir, vamos continuar a nossa Covilhã. A nossa Covilhã precisa de todos nós, precisa de oposição e precisa de quem ganhou à oposição. Estamos todos irmanados do mesmo espírito, porque muitas coisas nos podem afastar, mas há uma coisa que nos une a todos, que é o amor à Covilhã, ao conselho, às freguesias.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.