PS “rouba” Sertã ao PSD

Principal mudança, na noite eleitoral, registada na zona do Pinhal, onde o PSD perdeu a Sertã e, agora, apenas tem três das 11 autarquias do distrito de Castelo Branco
0
224

Foi a grande surpresa da noite eleitoral no distrito de Castelo Branco: a Câmara da Sertã deixou de ser “laranja” e passou a ser “rosa”. De facto, num dos concelhos em que o PSD tem sido governo durante muitos anos, a não recandidatura, por limitação de mandatos, do actual autarca, José Farinha Nunes, abriu caminho a novos protagonistas. Em 2017, o PSD tinha ganho cinco dos sete mandatos na Câmara, mas agora o candidato escolhido, Paulo Farinha Nunes, apenas conseguiu três, contra os quatro do socialista Carlos Miranda. Assim, das 11 câmaras da Beira Interior, os social-democratas têm agora três: Fundão, Vila de Rei e Oleitos.

Nestes três municípios, vitórias claras dos candidatos do PSD, autarca que se recandidataram ao cargo. Paulo Fernandes, no Fundão, obteve “o melhor resultado de sempre”, segundo o mesmo, com 56,74 por cento dos votos, que dão direito a cinco dos sete mandatos (os outros dois são para o PS) no executivo, neste seu terceiro e último mandato. Em Oleiros, também Fernando Jorge, que se recandidatou também ao terceiro mandato, ganhou com maioria, tal como Ricardo Aires, em Vila de Rei, que consegue voltar a ser eleito, com quatro elementos no executivo, contra um do PS.

De resto, o distrito albicastrense voltou a ver o “rosa” dominar, com a conquista de oito câmaras.  Em Castelo Branco, Leopoldo Rodrigues conseguiu manter a Câmara nas mãos dos socialistas ao vencer Luís Correia, que cumpriu dois mandatos pelo PS e que acabou por se candidatar pelo Sempre – Movimento Independente, depois de ter perdido o mandato por via judicial. Porém, o PS não conseguiu maioria, elegendo três elementos, tal como o movimento liderado por Correia. O “desempate” é feito pelo PSD, que consegue um mandato.

Em Belmonte, o socialista António Dias Rocha mantém-se à frente do município, mas também sem maioria. Na Covilhã, Vítor Pereira, apesar de perder um vereador, mantém a maioria de governação para os socialistas, António Beites em Penamacor, também, Luís Pereira ganha em Vila Velha de Ródão com larga margem, Armindo Jacinto, em Idanha-a-Nova, e João Lobo, em Proença-a-Nova, também mantêm as autarquias nas mãos do PS.

(Artigo completo na edição papel)

 

Comments are closed.