Quatro infectados por covid-19 na Covilhã

Sete casos positivos no total
0
915

Uma mulher, de 30 anos, que se encontrava a fazer voluntariado fora da Europa e que regressou há uma semana à Covilhã, é a segunda pessoa no concelho a testar positivo ao novo coronavírus, no mesmo dia em que um casal residente na cidade confirmou estar infectado, adiantou no último domingo, 5, ao NC, Vítor Pereira, presidente da Câmara da Covilhã.

Os três novos casos elevam para quatro o número de covilhanenses diagnosticados com o coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19.

Os pacientes encontram-se a recuperar em casa, de acordo com as orientações dadas no último fim-de-semana pela Ministra da Saúde, que recomenda que o internamento hospitalar deve ser reservado apenas para casos graves e críticos. Nos três casos os sintomas são, para já, leves.

Segundo Vítor Pereira, a mulher de 30 anos, de uma freguesia do concelho, “foi conscienciosa” e “tudo o que fez foi de acordo com as regras”, tendo-se isolado em casa e tomado as devidas precauções.

O autarca informa que a paciente tem “sintomas muito ligeiros”. De acordo com o edil foi a própria mulher, quando regressou do estrangeiro, a contactar a Junta de Freguesia, que por sua vez alertou a Câmara da Covilhã, na última terça-feira, para o facto de ter vindo do estrangeiro, embora na altura não tivesse ainda qualquer sintoma. A paciente ficou, desde logo, sinalizada pela delegada de saúde, salienta Vítor Pereira.

Depois de ter sentido “sintomas muito leves”, a mulher foi testada no dia 4, tendo-se confirmado a infecção, enquanto os familiares deram negativo.

O mesmo não aconteceu com o casal de covilhanenses diagnosticados no domingo, ambos infectados. Os primeiros sinais surgiram no sábado, 4, dia em que contactaram a Linha de Saúde 24 e foram encaminhados para os procedimentos estabelecidos.

Foi também para a linha de apoio 808 24 24 24 que o primeiro infectado residente na Covilhã ligou quando sentiu que podia ser portador do novo coronavírus. O homem, de 37 anos, regressou no dia 21 de Março do estrangeiro, onde trabalhava, e esteve em quarentena voluntária em casa até dia 29 de Março, data em que foi diagnosticado. Os testes ao seu núcleo familiar deram negativo, já que a pessoa em questão, segundo Vítor Pereira, teve cuidados de distanciamento social da família durante esse período.

No Hospital da Covilhã registaram-se, até ao momento, sete casos de infectados pela covid-19. O primeiro, a 21 de Março, um motorista que estava de passagem pela região, que já teve alta. O segundo, a 24 de Março, de um homem com perto de 40 anos, do Fundão, que tinha estado na Suíça e quando voltou se isolou em casa. A terceira situação acompanhada pelo Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB), a do primeiro paciente residente no concelho da Covilhã, foi detectada dia 29 de Março, num indivíduo que terá regressado de França.

No último domingo, 5, foram confirmados mais três casos na Covilhã, duas mulheres e um homem, em isolamento em casa.

Foi na terça-feira, 7, que se registou o primeiro caso num profissional de saúde na Cova da Beira. Trata-se de um enfermeiro, da Guarda, a prestar serviço há pouco tempo no CHUCB, na Covilhã. O enfermeiro terá estagiado no Hospital da Covilhã e depois rumado a Inglaterra, de onde regressou recentemente. Foi contratado em Março, por um período de curta duração, juntamente com outros colegas que terão cumprido o período de quarentena, o que poderá não ter acontecido com o homem em questão, que terá sido motivo de preocupação junto de outros profissionais da unidade.

Testado à covid-19, o resultado ao enfermeiro do serviço de Cirurgia foi positivo, tendo durante o dia sido feito testes a várias pessoas com quem esteve em contacto.

Comments are closed.