Rua 30 de Junho com requalificação prevista para Setembro

O investimento previsto para a requalificação da via ronda os 711 mil euros, mais o Imposto de Valor Acrescentado (IVA)
0
191

Ana Ribeiro Rodrigues

As obras na Rua 30 de Junho, entre a ponte de Cantar Galo e a capela de São Domingos, em Vila do Carvalho, na Estrada Municipal 504, têm início previsto para Setembro, segundo o presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira. O investimento previsto para a requalificação da via ronda os 711 mil euros, mais o Imposto de Valor Acrescentado (IVA).

“O projecto de execução está concluído e agora vamos adjudicar a obra. Decorrendo os normais prazos, a nossa previsão é que a obra possa começar a ser executada ainda no mês de Setembro”, apontou Vítor Pereira, segundo o qual os trabalhos devem decorrer durante cerca de seis meses.

A empreitada prevê nivelar e asfaltar a estrada, requalificar arruamentos e passeios, reordenar o estacionamento e colocar nova sinalização vertical, de forma a melhorar a segurança e a mobilidade global na via.

Vítor Pereira salienta ser necessário “rentabilizar o espaço existente, de modo que o maior número possível de habitantes naquela zona tenha oportunidade de estacionar o seu veículo e, ao mesmo tempo, não impedir a livre circulação, quer de pessoas, quer de outros veículos”.

Além da Rua 30 de Junho, também as zonas Debarroca e Rego D´Água, em Vila do Carvalho, vão ser intervencionadas. “É necessário que essas vias sejam reparadas, porque estão muito degradadas”, acrescentou o presidente do município.

Segundo o autarca, a reparação da ligação entre as Pedras Lavradas e Sobral de São Miguel começa “dentro de dias”, as obras na estrada do Peso tiveram início na semana passada e “em poucos dias vão começar a alcatroar a Estrada do Porcim”.

Ainda em Vila do Carvalho, Vítor Pereira aludiu à ligação ao Teixoso, uma via “que também precisa de uma intervenção que oportunamente também faremos”, informou o edil. “O urgente é a sinalização vertical, devido ao nevoeiro que por vezes existe e que a torna mais perigosa sem essas marcações”, acrescentou.

O presidente do município afirmou que a intervenção na estrada entre Cantar Galo e Vila do Carvalho, com o piso em paralelos, “é uma obra extremamente importante, porque o piso é muito irregular, causa grande transtorno a quem nele circula, é o maltrato que damos aos veículos, é o desconforto das pessoas e é também a segurança”.

Em Março, em declarações ao NC, o presidente da União de Freguesias, Pedro Leitão, acentuava a urgência destas intervenções e contava com o anúncio da empreitada na Rua 30 de Junho, que considerava “a obra do mandato”.

Comments are closed.