Serranos com casa cheia garantiram manutenção na II Liga

Uma entrada fulgurante e um golo madrugador deram confiança ao Sporting da Covilhã, que ainda na primeira metade aumentou a contagem e na etapa complementar apostou na organização defensiva para segurar o resultado
0
124

O Sporting da Covilhã venceu no domingo, em casa, por 2-0, o Alverca, na segunda mão do ‘play-off’ de acesso à II Liga portuguesa de futebol e garantiu a permanência no segundo escalão pela 15.ª época consecutiva.

Depois do nulo em Alverca do Ribatejo, os serranos consolidaram o estatuto de equipa há mais anos consecutivos na II Liga de futebol, com os tentos de Felipe Dini, no primeiro minuto de jogo, e de Rui Gomes, aos 29 minutos.

Num estádio lotado, para onde os adeptos se dirigiram a pé e em autocarros especiais, por os acessos estarem cortados, devido à realização da Rampa Serra da Estrela, o Sporting da Covilhã entrou na partida autoritário e chegou à vantagem aos 34 segundos de jogo, por intermédio de Felipe Dini.

Na sequência de um lançamento lateral, o brasileiro flectiu para a esquerda, percorreu a entrada da área e rematou rasteiro junto ao poste.

Os serranos continuaram a tentar sufocar os ribatejanos, que responderam num lance em que Helitão travou o remate de Jefferson e, na recarga, Léo defendeu a investida de Ronaldo.

Na outra área, Dini tentou aumentar a contagem, mas a bola saiu por cima e Talisson ripostou, só que Léo defendeu com os punhos, mas os ´leões da serra` marcaram o segundo aos 29 minutos, num lance em que Lucas Barros meteu a bola na área, André Almeida deu um toque subtil e Rui Gomes rematou forte à entrada da área e a bola voltou a entrar junto ao mesmo poste.

No reatamento, o Covilhã baixou as linhas e o Alverca, já com Rafa Castanheira em campo, tornou-se mais ativo nas manobras ofensivas e procurou sempre reduzir.

Aos 50 minutos Jorge Bernardo atirou por cima da barra, no lance seguinte Léo negou o golo a Rodrigues e, na insistência, foi André Almeida a impedir Rafa Castanheira de marcar.

As duas equipas criaram oportunidades para marcar, mas a ocasião mais flagrante foi protagonizada por Klinsmahn, quando aos 78 minutos a bola veio devolvida pelo poste.

Já perto do apito final, o serrano Camilo acertou nas malhas laterais, e o resultado já não se alterou, garantindo a manutenção ao Sporting da Covilhã e impedindo o Alverca de subir da Liga 3 ao segundo escalão.

Na melhor casa da temporada, com os 1.916 lugares do recinto lotados, quando Fábio Veríssimo apitou para o final, vários adeptos entraram em campo para festejarem com os jogadores no relvado uma vitória muito celebrada.

Comments are closed.