Sindicato critica Transdev

Pela suspensão das linhas interurbanas
0
506

O Sindicato Têxtil da Beira Baixa considera que a suspensão das linhas interurbanas por parte da Transdev, em todo o distrito, por tempo indeterminado, vai “impedir trabalhadores de se deslocarem” para o trabalho.

Em comunicado, a estrutura sindical critica a decisão da transportadora, anunciada na passada quinta-feira, 19. Na altura a Transdev anunciou “por tempo indeterminado” a suspensão de todas as linhas interurbanas, face ao Covid-19, ou seja, nos concelhos de Fundão, Belmonte, Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão, Sertã e Vila de Rei. Mantêm-se em funcionamento regular, sem alterações de horários, as carreiras municipais de Castelo Branco (…), bem como os Transportes Urbanos de Castelo Branco (TUCAB)”, informava a empresa.

O Sindicato lembra que diariamente há quem use o autocarro para ir trabalhar, que as empresas não pararam e que os trabalhadores, “sem que seja da sua responsabilidade, veem-se impedidos de se deslocar para o local de trabalho”. Além disso lembra que os passes foram adquiridos para o mês completo e adianta que a empresa já terá comunicado que não haverá lugar a reembolsos. “Quem vai pagar e justificar os dias de ausência ao trabalho” pergunta o Sindicato, que diz que apesar da “dramática” situação que se vive em Portugal e no mundo, “não podem ser os trabalhadores a pagar os prejuízos causados”.

 

Comments are closed.