Sporting da Covilhã garante que colocar atletas a treinar à parte não é prática do clube

Em causa casos dos dispensados Diogo Almeida e Samu
0
927

O Sporting Clube da Covilhã adiantou hoje, em comunicado, que “ao contrário do que veio noticiado” em dois diários desportivos nacionais desta semana, o atleta Diogo Almeida “nunca esteve a treinar à parte do plantel.”  “Aliás, essa é uma prática que não é utilizada no clube” vinca o emblema serrano.

Recorde-se que, na terça-feira, o Covilhã anunciou a rescisão de contrato “por mútuo acordo” com o avançado Diogo Almeida, que ainda tinha vínculo por mais um ano, e já ontem, também anunciou o regresso do atleta Samuel Pedro ao Benfica, após empréstimo. Segundo dois diários desportivos, os atletas já estariam a treinar à parte do restante grupo, o que o clube nega. “É importante informar, mas informar com a veracidade dos factos” afirma.

Diogo Almeida, 21 anos, alinhou em 34 dos 38 jogos que os serranos disputaram esta época, mas, tal como Samuel Pedro, há duas jornadas que não era opção para o treinador, Leonel Pontes. Ao serviço dos leões da serra, o atacante, que chegou proveniente do Benfica B no início da época, marcou quatro golos em 29 jogos no campeonato, além de ter assinado outro tento na Taça da Liga, durante a qual disputou três partidas.

Já Samuel Pedro, mais conhecido por Samu, 21 anos, alinhou em três jogos e marcou u golo. No final do empate (1-1) com o Leixões, no qual Diogo Almeida ficou no banco, Leonel Pontes avisou que todos “têm de rumar para o mesmo lado” para que a manutenção no segundo escalão do futebol nacional seja possível. “Quem não estiver bem no clube e disposto a lutar, tem a porta aberta”, disse na ocasião o treinador, sem referir nomes.

Os dois já não serão opção para o importante encontro de sábado, em casa, com o Rio Ave, que pode ser decisivo nas contas da manutenção, mas também da subida, já que o emblema vilacondense é neste momento primeiro, numa luta renhida com Chaves e Casa Pia.

Comments are closed.

Mais Notícias