Sporting da Covilhã “vai gastar o que pode”

O presidente, José Mendes, alerta para a grande diferença de orçamentos em relação a outras equipas e avisa que não quer “entrar em loucuras
0
850

O Sporting da Covilhã é o clube há mais anos consecutivos na II Liga de futebol, 14 épocas, e o presidente, José Mendes, afirmou não querer “entrar em loucuras” e ter como meta a manutenção no segundo escalão.

José Mendes acentuou que o emblema serrano está “sempre em desvantagem em relação a outros clubes”, por ter um orçamento de 850 mil euros, estar a competir com equipas que investem “quatro, cinco ou seis milhões” e ter de “pagar a interioridade, e de que maneira”.

“O objectivo para a próxima época passa por gastar aquilo que o clube pode gastar e pela manutenção. Se o conseguirmos mais um ano, já é mais um feito”, referiu o dirigente dos ´leões da serra`. “Para o ano espero fazer um campeonato dentro das possibilidades do clube. Tranquilo não é, porque na II Liga não há campeonatos tranquilos. Vai ser mais uma época difícil, mas cá estamos para lutar da primeira à última jornada, para nos mantermos na II Liga e para continuarmos o nosso trabalho”, acrescentou o dirigente serrano, ao NC.

O presidente do Sporting da Covilhã frisou que quando ouve falar em subida de divisão, fica com a ideia de que as pessoas não têm noção das dificuldades, do fosso no investimento entre equipas e “dá a entender que as pessoas na cidade não sabem muito bem de que é que estão a falar”.

Embora frise que “os orçamentos não fazem equipas, dá muito jeito” para comprar jogadores “com maior qualidade”.

“Nós não somos loucos, não entramos em loucuras, sabemos muito bem até onde é que podemos ir. Não temos a menor hipótese de acompanhar estas equipas que investem milhões e sentimos as dificuldades. Nós mantermo-nos na II Liga, com este orçamento, acho que é um feito histórico”, sublinhou José Mendes.

(Notícia completa na edição papel)

Comments are closed.