Teatro das Beiras leva ao palco o mundo das percepções

“Molly Sweeney” aborda a cegueira de uma mulher independente que recupera a visão e se desilude com o que observa
0
282
Tetro das Beiras

Estreia quarta-feira, 07, às 21:30, no auditório da companhia, na Covilhã, a mais recente produção do Teatro das Beiras, “Molly Sweeney”, sobre a cegueira de uma mulher “independente e capaz” que recupera a visão depois de uma cirurgia, mas o mundo que passa a observar não corresponde à experiência desejada.

Para maiores de 12 anos, e com a duração de 120 minutos, a peça sobe ao palco entre 07 e 10 de Dezembro às 21:30 e dia 11 às 16:00.

Encenada por Nuno Carinhas, a partir do texto original de Brian Friel, a produção conta com a interpretação de João Melo, Susana Gouveia e Tiago Moreira.

A peça, apresentada na última sexta-feira pelo Teatro das Beiras, “parte da alternância das narrativas de três personagens sem interacção umas com as outras: Molly, uma mulher independente e capaz, cega desde a infância, submete-se a uma cirurgia para tentar restaurar a visão; Frank, o entusiasta e inquieto marido que faz da cegueira da esposa a sua última causa; e Dr. Rice, outrora um famoso cirurgião, agora um alcoólico caído em desgraça que tenta restaurar a visão de Molly, numa tentativa de recompor a sua reputação”.

O ingresso custa seis euros, metade do preço para menores de 25 Anos, maiores de 65 e sócios do Teatro das Beiras, da Casa do Pessoal do Centro Hospitalar e para profissionais das artes.

 

Comments are closed.