Transporte escolar vai ser feito pela Câmara

Autarquia vai contrair empréstimo de 150 mil euros para a aquisição de dois autocarros
1
745

O transporte de alunos das diversas freguesias para as escolas da vila vai passar a ser feito, de futuro, directamente pela Câmara de Belmonte. Foi esta a medida anunciada na passada sexta-feira, 30 de Abril, pelo presidente da autarquia durante a sessão ordinária da Assembleia Municipal, em que os deputados aprovaram por maioria (15 votos a favor, três abstenções) a contração de um empréstimo a curto prazo, no valor de 150 mil euros, que Dias Rocha explicou que se destina à aquisição de dois autocarros.

Recorde-se que no final de 2020, Dias Rocha alertara para os elevados custos, nesta área, sobretudo devido à pandemia. O autarca revelava que a Câmara pagava cerca de 1200 euros diários para transportar alunos dentro do concelho. “Isto é quase incomportável. O Governo tem que ajudar, e saber que isto não pode ser” afirmava o presidente da Câmara de Belmonte. O autarca lembrava que “a renda” tinha subido devido à pandemia. Por exemplo, de Caria para Belmonte viajam, diariamente, 48 alunos, que têm que vir por duas vezes, devido à lotação máxima agora permitida. Ou seja, diariamente, isso implica mais quatro trajectos entre as duas localidades.

A autarquia já adjudicou serviços à Transdev, depois à empresa do Sabugal Viúva Monteiro e nos últimos dois meses, à Auto Transportes do Fundão, pelo valor de 55 mil 610 euros, a 67 dias.

Na sexta-feira, Dias Rocha alertou os deputados municipais para esta difícil despesa e anunciou que a autarquia vai passar a fazer o serviço. “É um empréstimo de tesouraria para termos dois novos autocarros. Estamos a pagar mais de mil euros por dia em transportes escolares. Serão viaturas que não são novas, mas servem os nossos interesses. Não podemos continuar a suportar estes custos” afirma o presidente da Câmara.

(Notícia completa na edição papel)

Mais Notícias