Trofense deixa Covilhã ainda mais aflito

Serranos perdem por 2-0 no terreno do penúltimo classificado e afundam-se na tabela. Apenas têm sete pontos e já estão a oito dos lugares de manutenção
0
181

Vida cada vez mais difícil para o Sporting da Covilhã escapar à descida à Liga 3. Num jogo que o técnico serrano, Alex Costa, tinha considerado importante para, caso houvesse vitória, elevar a moral da equipa, a verdade é que esta falhou redondamente e aos 22 minutos já perdia por 2-0, resultado pelo qual viria a ser derrotada na Trofa.

Frente ao penúltimo classificado da II Liga, que então tinha apenas mais dois pontos, o Covilhã, no passado sábado, falhou logo aos 12 minutos, num erro do guardião Bruno Bolas aproveitado por Pachu para fazer o 1-0. Os serranos sentiram muito o tento e aos 22 minutos, de novo Bolas a comprometer, ao derrubar Pachu, que de grande penalidade dilatou a vantagem.

Na segunda parte a equipa veio melhor dos balneários, mas mesmo frente à defesa mais batida da prova (30 golos sofridos) não foi capaz de marcar nenhum golo, tendo apenas Fatai, a espaços, dado que fazer à defensiva nortenha, e no último quarto de hora, criado perigo por Kukula e Lucão. Aliás, o Trofense esteve mais perto do terceiro que os “leões da serra” de reduzirem distâncias.

No final, Kukula, nas entrevistas rápidas, classificou de “vergonhosa” a exibição da equipa e apontou à equipa “falta de companheirismo, ajuda entre colegas e falta de qualidade”. Algo desvalorizado por Alex Costa que disse que o avançado terá “escolhido mal as palavras”, mas reconheceu a justiça da derrota, um resultado “pesado” pelo momento que equipa vive, no último lugar, com sete pontos, e apenas uma vitória. Logo na ronda inaugural, fora, frente ao Porto B.

Sob o comando de Alex Costa, que em Outubro substituiu Leonel Pontes, a equipa ainda não venceu.

No próximo domingo, nova tarefa bem difícil para os serranos, que recebem no Santos Pinto, às 11 horas, o primeiro classificado da II Liga, o Moreirense FC.

Comments are closed.