“Quero contribuir para que Verdelhos saia do esquecimento”

Carlos Rosa, candidato pela Coligação Juntos Fazemos Melhor à União das Freguesias de Verdelhos
0
255

Porque se candidata à sua freguesia?

A razão desta candidatura é contribuir para que Verdelhos saia, de uma vez por todas, do esquecimento das políticas autárquicas, no que se refere ao seu desenvolvimento , assim como na melhoria das condições de vida de quem cá mora. Para concretizar, este desígnio, esta candidatura é composta por pessoas experientes, honestas, competentes, com visão de futuro e com uma grande vontade de servir. Vontade, essa que se manifesta, na disponibilização, em prol da Freguesia, dos valores, que os elementos do futuro executivo, receberem pelo desempenho das suas funções.

Quais as principais prioridades?

Os principais projectos que pretendemos concretizar, se formos eleitos, serão os seguintes: a construção de um espaço multiusos, para a realização de festas, mercados e prática de desporto, em local adequado; a construção ou remodelação dos sanitários públicos; identificação e adequação de um local para a guarda temporária, de monos e outros objectos volumosos, fora de uso, até serem recolhidos pela entidade responsável (ADC); a construção de um espaço para o recebimento de entulhos, provenientes de pequenas obras efectuadas por particulares; a melhoria e optimização da limpeza da freguesia, assim como dos caminhos públicos rurais; a reabilitação e beneficiação de espaços públicos, nomeadamente do Jardim Público e área envolvente, assim como muros e arruamentos; incentivar e apoiar a reactivação da Banda Filarmónica, dos Bombos e das restantes associações e estabelecer parcerias com os Baldios de Verdelhos. Vencendo, esta lista, as eleições, os valores (dinheiro), que o executivo (presidente, secretário e tesoureiro), receber, pelo desempenho das suas funções, irá ser utilizado, para a realização de uma obra ou obras, necessárias à freguesia. O valor a receber nos quatro anos, será cerca de 33 mil euros. Ou seja, iremos trabalhar de borla.

Comments are closed.