Vinhos da Beira Interior crescem 43,7 por cento em vendas em 2022

Exportações aumentaram em mais de sete por cento no ano passado
0
172

Os vinhos da Beira Interior registaram um crescimento de 43,7% no seu volume de vendas em 2022 relativamente ao ano anterior. Quem o diz é o presidente da Comissão Vitivinícola da Beira Interior (CVRBI), Rodolfo Queirós, em comunicado.

Segundo o documento, o crescimento é “sustentado no número de vinhos certificados” e vem demonstrar “a forte aposta da região na certificação dos seus vinhos, e na promoção nacional e internacional dos mesmos.”

No que diz respeito às exportações, os vinhos da Beira Interior registaram um crescimento de 7.4 por cento relativamente ao ano anterior, representando neste momento 29.5 por cento das vendas totais de vinhos da região. “Estes resultados são fruto do empenho dos nossos associados que cada vez mais acreditam no enorme potencial que a Beira Interior tem, e no seu caminho de constante afirmação da qualidade dos seus vinhos” frisa o responsável. Rodolfo Queirós adianta ainda que é intenção da direcção que lidera “continuar a aposta na promoção dos vinhos da região quer em Portugal, quer além-fronteiras” tendo já programadas várias iniciativas ao longo do ano de 2023 para “aumentarmos a notoriedade dos vinhos da Beira Interior.”

A CVRBI tem sede na Guarda, no Solar do Vinho, e abrange as zonas vitivinícolas de Castelo Rodrigo, Pinhel e Cova da Beira, nos distritos de Guarda e de Castelo Branco, que correspondem a uma área de 20 municípios, onde se contabilizam perto de cinco mil viticultores. Na sua área existem cerca de 70 produtores de vinho, sendo quatro adegas cooperativas e os restantes produtores particulares.

Comments are closed.