Vitória

Covilhã regressa aos triunfos quatro meses depois, com vitória por 1-0 frente ao Varzim
0
161

O nevoeiro ainda ameaçou e, aos 25 minutos, parou mesmo a partida durante cerca de um quarto de hora. No reatamento, foi ainda com alguma nebulosidade que veio, não o D.Sebastião perdido da batalha de Alcácer Quibir, mas sim o golo de Ahmed Isaiah que deu três pontos preciosos aos serranos, que há quatro meses (desde a segunda jornada) não sabiam o que era o sabor da vitória.

Num jogo muito lutado, em que as condições climatéricas (chuva e nevoeiro) foram mais um obstáculo para os atletas, Covilhã e Varzim, as duas a precisar de pontos como de pão para a boca, não criaram grandes ocasiões de golo. Os serranos, antes da paragem forçada pelo nevoeiro, criaram apenas uma oportunidade, com Ahmed Isaiah, ao segundo poste, a não dar o melhor seguimento a um excelente cruzamento de Arnold, da direita. Já os poveiros, nem um remate digno desse nome. Até que, aos 39 minutos, o Covilhã marcou. Boa jogada de envolvimento, bola na direita onde Jean tira um grande cruzamento que Ahmed, à boca da baliza, desvia para o fundo das redes, mais rápido que o guardião poveiro, Ricardo.

Na segunda parte, com o terreno de jogo cada vez mais pesado, o jogo perdeu ainda mais qualidade, e o Varzim tentou remar contra a maré. Murilo, aos 48 minutos, rematou às redes laterais e aos 53, foi a vez de Zé Tiago ameaçar Léo Navacchio. Que depois do “frango” dado na luz, passaria de vilão a herói quando, já em tempo de descontos, evitou o empate poveiro ao defender com uma grande estirada, para canto, um potente remate do central Cássio, que levava selo de golo.

Com este triunfo, os serranos deixam a zona do play-off de descida, por troca com o Farense. Até final do ano, os “leões da serra” ainda jogam mais uma vez, dia 31, às 17 horas, no estádio dos Arcos, frente ao Rio Ave.

Comments are closed.